Sargento especialista em cartografia: áreas de atuação, remuneração e mais!

Sargento especialista em cartografia: áreas de atuação, remuneração e mais!

Você sonha em ser um sargento especialista em cartografia da FAB? sabe como é o curso de cartografia da EEAR? Ou quer saber como é o curso de cartografia da EEAR? Confira esse artigo que o Estratégia Militares preparou para você com muitas informações sobre essa especialidade.

Inscreva-se em nossa newsletter!

Receba notícias sobre os mais importantes concursos para as Forças Armadas brasileiras e informações sobre o mundo militar!

O que faz o sargento especialista em cartografia da FAB?

O Sargento especialista em Cartografia (SCF) analisa, interpreta e confecciona mapas e cartas aeronáuticas, a partir de informações e de imagens obtidas por equipamentos computadorizados, fotografias aéreas, radares e satélites.

No Instituto de Cartografia Aeronáutica (ICA) os militares especialistas em cartografia são responsáveis por confeccionar as cartas aeronáuticas utilizadas em todo o território brasileiro. 

É uma tarefa de muita responsabilidade, já que é por meio das cartas que as aeronaves, carregadas com passageiros, se locomovem. Da mesma maneira que um mapa rodoviário ou um GPS – Global Positioning System – é utilizado para os motoristas se localizarem enquanto seguem viagem, as cartas aeronáuticas servem para guiar o deslocamento vertical e horizontal das aeronaves, nos aeroportos e no espaço aéreo.

Onde o sargento especialista em cartografia pode trabalhar?

As cartas aéreas são produzidas sob coordenação do Instituto de Cartografia Aeronáutica (ICA), localizado no Rio de Janeiro, que mobiliza um grande número de técnicos e especialistas em várias áreas. O ICA é o principal local de trabalho desse especialista, porém o militar também pode servir em outras unidades da FAB. 

Mapa mundi

Recolhimento de informações e imagens

São diversos militares envolvidos no recolhimento de dados para a elaboração das cartas, dentre eles:

Como são criadas as cartas aeronáuticas?

Os dados do relevo coletados são processados em softwares especiais e armazenados em formas de tabelas e modelos tridimensionais. As informações coletadas são utilizadas pelos Elaboradores de Procedimentos (EPs), que gerarão as cartas aeronáuticas para navegação aérea. 

As cartas elaboradas são submetidas ao GEIV, que, após serem preenchidos todos os quesitos de segurança e executabilidade, são publicadas em meio impresso e eletrônico para seus usuários, em especial, os pilotos e controladores de tráfego aéreo. Após a publicação, os pilotos e controladores serão os principais usuários das cartas aeronáuticas. 

Qual a utilidade das cartas de navegação aérea?

As cartas visuais são cartas utilizadas para voo visual, ou seja, quando o piloto se orienta por referências visuais. Essas são cartas ricas em detalhes, onde o piloto precisa identificar o elemento que ele está observando na carta, por isso a carta deve ser bem detalhada, semelhante ao terreno.

É por meio das cartas de navegação aérea que os pilotos planejam e executam seus voos, enquanto os controladores planejam e otimizam o fluxo de aeronaves. Além disso, para um único voo, é necessário o cumprimento de diferentes etapas, sendo: 

  • o deslocamento em solo antes e depois do voo;
  • a subida para o nível de cruzeiro;
  • o voo nivelado;
  • a descida; e 
  • a aproximação de pouso. 

Em cada uma das etapas, é utilizado uma carta específica. Atualmente, quase todos os voos são feitos com auxílio de GPS, mas em casos extremos é necessário utilizar as cartas de navegação. 

Antes de todos os voos, os pilotos estudam as cartas aeronáuticas, tanto visuais quanto de instrumentos. Assim, ficam preparados para qualquer situação adversa que aconteça em rota. Tudo isso só é possível, por causa do trabalho dos sargentos especialistas em cartografia. 

O nível de detalhamento das cartas, por vezes, é tão grande que geram até animações em 3D, realizadas por fotogrametria – interpretação de fotos com precisão, a fim de mostrar os pontos críticos nos aeroportos nacionais.

É por análise de fotografias que os aviadores do GEIV fornecem todos os obstáculos, sejam torres de alta tensão, caixas d’água, prédios. Esses itens são mapeados a fim de promover uma navegação aérea mais segura.

Mapa mundi

Quais as características que o sargento especialista em cartografia deve ter?

As características principais dos militares de cartografia são a calma, a persistência e a dedicação. A demanda cada vez maior por tempo e dinheiro, a cobrança pela melhoria dos padrões de segurança, bem como a evolução das aeronaves exigem o máximo empenho dos militares especialistas em cartografia.

Outras qualidades inerentes a quem pretende se dedicar a esse verdadeiro trabalho artístico são boa acuidade visual e coordenação motora, mas não é necessário saber desenhar.

O que o aluno da EEAR estuda na especialidade de cartografia?

Na EEAR, os alunos estudam diversas disciplinas relacionadas às atividades cartográficas, como:

  • Topografia;
  • Geometria espacial;
  • Conceitos básicos de geografia;
  • Conceitos de navegação aérea, entre outros.

Remuneração do aluno do curso de cartografia da EEAR

O aluno da EEAR recebe o soldo, que é regulamentado pelo Estatuto dos Militares. Atualmente, o soldo é de R$1.066,00, depositado na conta bancária do aluno no primeiro dia útil de cada mês. Você pode acessar a tabela dos soldos militares aqui. 

Quanto ganha um sargento especialista em cartografia?

A remuneração referente à função de sargento especialista em cartografia varia, visto que o valor depende da graduação e do posto do integrante da Força Aérea. Vale ressaltar que o soldo é apenas a base do salário do militar. 

Junto ao soldo são pagos diversos valores adicionais pela função desempenhada. No entanto, existem alguns descontos referentes aos serviços hospitalares, pensão militar, entre outros. Atualmente, o soldo-base varia de R$3.825,00 à R$6.169,00, para os graduados.

O que é o EAOF?

O sargento da FAB, ao final da sua carreira como primeiro sargento ou suboficial, pode ingressar no EAOF – Estágio de Adaptação ao Oficialato. Nele, será julgado por uma comissão que avaliará toda a carreira do militar a fim de aprová-lo para ingresso no oficialato ou não.

O EAOF é realizado no CIAAR – Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica – em Lagoa Santa (MG). No local, o militar recebe 90 dias de instruções sobre a vida de oficial. Ele poderá chegar até a patente de Capitão especialista.

Escola de Especialistas da Aeronáutica – EEAR

Atualmente a EEAR está localizada no interior do estado de São Paulo, na cidade de Guaratinguetá. Ocupa um espaço de aproximadamente 10 milhões de metros quadrados, com uma área construída superior a 119 mil metros quadrados, contendo 93 prédios administrativos e 416 residências.

A mudança para essa nova sede aconteceu entre os anos de 1950 e 1951. Vale lembrar que a EEAR transferiu-se provisoriamente do Galeão para o estado de São Paulo, onde se juntou à Escola Técnica de Aviação (ETAv). Depois mudou-se definitivamente para sua sede em Guaratinguetá. O primeiro exame de seleção na nova sede é datado de 1951.

Você curtiu conhecer mais sobre as funções do sargento especialista em cartografia? Então se prepare para o concurso da EEAR com o Banco de Questões do Estratégia Militares! São mais de 75 mil questões para você se preparar e ser aprovado no exame intelectual! Vem ser coruja!

Veja também:

Referências

Você pode gostar também