Jogadores de futebol que já serviram ao Exército

Jogadores de futebol que já serviram ao Exército

Em pleno 2022, ano de Copa do Mundo, e você achando que as Forças Armadas não têm relação com o esporte? Errado! Hoje o Estratégia Militares traz para você, alguns jogadores de futebol que já serviram o exército do seu país.

Inscreva-se em nossa newsletter!

Receba notícias sobre os mais importantes concursos para as Forças Armadas brasileiras e informações sobre o mundo militar!

Pelé

Foto: Instagram Pele

Sim! O maior jogador de todos os tempos, três vezes campeão do mundo, fez parte do Exército brasileiro. Embora tenha sido campeão do mundo em 1958 e tenha ficado mundialmente conhecido com apenas 17 anos, o Rei do Futebol teve que realizar o serviço militar obrigatório em 1959. 

Por mais que Pelé fosse jogador do Santos, ele era obrigado a jogar pelo 6º Grupo de Artilharia de Costa Motorizado, na Praia Grande.O soldado 202 Nascimento, não tinha mordomias. Ele fazia tudo o que um combatente comum fazia, desde lavar roupas a ser sentinela.

O Rei ficou seis meses servindo à nação, e mesmo em “pouco tempo”, conseguiu ser campeão sul-americano pela seleção das Forças Armadas, marcando “apenas” 14 gols em 10 jogos.

Heung Min Son

Heung Min Son
Foto: Instagram Heung Min Son

Na Coreia do Sul, o serviço militar obrigatório é um forte obstáculo na vida dos jogadores de futebol, já que quase todos os homens aptos entre 18 e 28 anos são obrigados a servir o Exército por 18 a 21 meses.

No país, o alistamento precisa ser concluído até os 27 anos. Porém, jogadores de futebol têm a possibilidade de ganhar isenção, caso conquistem algo pela seleção nacional ou tenham conquistas individuais que melhorem a imagem do país.

O atacante do Tottenham Hotspur, da Inglaterra, Heung-min Son não foi o primeiro a passar por esse problema, mas certamente é o caso mais famoso dos últimos anos, já que ele é o principal jogador da Coreia do Sul.

Na Copa do Mundo de 2018, Son tinha a difícil missão de chegar com a Coreia nas oitavas de final, em um grupo com a então campeã na época, a Alemanha, e as seleções do México e da Suécia. 

Após uma derrota de 1×0 na estreia contra a Suécia e uma derrota de 2×1 para o México, as chances de classificação eram baixíssimas, pois na última rodada a Coreia enfrentaria a Alemanha.   

Mesmo com a vitória histórica por 2×0 – eliminando a Alemanha na fase de grupos – e com Son fazendo gol, a Suécia venceu o México por 3×0, acabando com o sonho de dispensa militar do coreano.

Son chorando
Foto: EFE/EPA/YONHAP

O choro de Son após a derrota da Coreia e o desespero de ter que parar de jogar futebol no auge da sua carreira, seriam aliviados meses depois, com a conquista da tão sonhada medalha de ouro com a seleção nacional nos Jogos Asiáticos de 2018. Assim como todos os jovens que participaram da conquista, ele foi liberado dos dois anos de serviço militar. 

Porém, o jogador ainda teve que realizar três semanas de treinamento militar, que foram cumpridas durante a suspensão do futebol inglês no período da crise de saúde mundial por conta do Covid-19.

Son ficou no 91º batalhão da 9a Brigada do Corpo de Fuzileiros Navais, localizado na Ilha de Jeju, ao sul da península coreana. 

De acordo com a BBC Sports, o treinamento incluía técnicas de tiro, química, biologia, radiologia, combate individual e primeiros-socorros. Son obteve excelência no tiro, e ganhou um prêmio de melhor desempenho do grupo de 158 cadetes.

Son no exército
Foto: AFP

Além de Son, outro ídolo coreano que chegou a passar pelo mesmo problema foi Park Ji-Sung. O ponta esquerda foi campeão da Champions League pelo Manchester United e conseguiu ser dispensado do serviço militar em 2002, graças a histórica campanha semifinalista do país na copa do mundo. 

A Coreia jogou a competição em seu país e surpreendeu a todos, eliminando times como Portugal, Espanha e Itália, e se consagrando com o quarto lugar e a melhor colocação da história do país. 

Park foi o primeiro asiático a conquistar uma Champions League, na temporada 2007/2008.

Perácio, Geninho e Walter

Em março de 1944, a Força Expedicionária Brasileira (FEB) enviou para a Itália 5.379 homens. Entre eles estavam três jogadores de futebol brasileiros. Eles foram intimados pelo Exército Brasileiro para lutar na Segunda Guerra Mundial. Eram eles: Perácio, do Flamengo, e Geninho e Walter, do Botafogo. 

Vale ressaltar que Perácio foi um dos principais responsáveis pela histórica campanha no Mundial de 1938. O terceiro lugar na Copa fez com que a Seleção Brasileira se potencializasse ao redor do mundo. Porém, tal feito não foi suficiente para liberar o atacante de suas obrigações militares. 

Jogadores de futebol que já serviram o Exército
Perácio – Foto: Arquivo  Museu da Pelada

Diferente de Perácio, que fez parte do grupo de 5.379 homens, Geninho e Walter foram com a segunda leva de convocados que saiu do Brasil meses depois, com pouco mais de 25.000 combatentes. 

Por mais que os clubes e torcedores protestaram contra tal decisão, estima-se que pelo menos 18 atletas de clubes profissionais foram convocados para a FEB. Vale ressaltar que os jogadores não ficaram na linha de frente, já que eles trabalhavam como motoristas do Comando Oficial, no 5º Exército. 

No dia 22 de agosto de 1945, Perácio, Geninho e Walter retornaram ao Brasil com segurança, porém mais de 400 militares brasileiros faleceram no confronto.

Rússia x Ucrania

O conflito entre a Rússia e a Ucrânia despertou as atenções do mundo em 2022. No entanto, a guerra, iniciada no dia 24 de fevereiro, não veio de um desentendimento recente. Os dois países, que pertenciam à antiga União Soviética, passam por fases de conflitos há muitos anos.

Por conta da guerra, diversos profissionais do ramo futebolístico decidiram abandonar as carreiras para defenderem sua nação. Um dos exemplos mais famosos foi o ucraniano Yuriy Vernydub, técnico do Sheriff United. 

O treinador se juntou às Forças Armadas de seu país cinco meses após fazer história pelo Sheriff, vencendo o Real Madrid por 2×1 na Liga dos Campeões.

Jogadores de futebol que já serviram o Exército
Yuriy Vernydub, técnico do Sheriff United ao centro – Reprodução/Twitter e Miguel Riopa/AFP 

Viktor Kornienko, jogador de 23 anos do Shakhtar Donetsk e da seleção Ucraniana, Vasyl Kravets, zagueiro do Sporting Gijón e, o ex-jogador de 53 anos do Arsenal, Oleg Luzhny, foram outros do ramo que foram para o front.

Ambos países não jogam a Copa do Mundo no Qatar. Por conta do conflito, a Rússia foi banida das eliminatórias europeias, enquanto a Ucrânia foi eliminada pelo País de Gales na última fase de repescagem.

O Estratégia Militares fez diversos textos para te ajudar a entender o conflito Rússia x Ucrânia:

E aí, guerreiro? Gostou de saber sobre os jogadores que já serviram às forças armadas? Lembrou de algum caso não citado? Continue acompanhando o Estratégia Militares para estudar para os concursos das Forças Armadas brasileiras! Prepare-se com nosso banco de questões clicando abaixo!

Benner CTA EM

Fontes de pesquisa:

  • https://www.espn.com.br/futebol/artigo/_/id/6924577/son-tottenham-cumpre-servico-militar-coreia-do-sul-ganha-premio-performance
  • http://www.mguerramemoria.com.br/os-jogadores-de-flamengo-e-botafogo-que-foram-para-a-segunda-guerra
  • https://trivela.com.br/brasil/o-craque-brasileiro-da-copa-de-1938-que-tambem-lutou-na-segunda-guerra-mundial/
  • https://www.torcedores.com/noticias/2018/09/jogadores-sofreram-exercito-coreia-do-sul
  • https://jogada10.com.br/futebol-internacional/futebolistas-se-juntam-ao-exercito-da-ucrania-na-guerra-contra-a-russia-veja-a-lista/
  • https://www.terra.com.br/esportes/futebol/internacional/liga-dos-campeoes/tecnico-do-sheriff-que-venceu-o-real-madrid-na-liga-dos-campeoes-se-junta-ao-exercito-ucraniano,2d59348c091ba44185873186d8051cadjrb3mjrd.html
  • https://www.goal.com/br/not%C3%ADcias/por-que-son-do-tottenham-precisa-cumprir-servico-militar-na-coreia-do-sul/14njnsxuo0gqz1o3cfgqme5jno
  • https://esportefera.com.br/noticias/futebol,fardado-e-com-fuzil-son-faz-treinamento-no-exercito-da-coreia-do-sul,70003295335
  • https://brasil.elpais.com/brasil/2018/06/24/deportes/1529858620_942433.html
  • https://ge.globo.com/blogs/futebol-no-japao/post/2018/09/01/coreia-do-sul-e-ouro-nos-jogos-asiaticos-japao-com-campanha-positiva-no-geral.ghtml
  • https://ge.globo.com/futebol/futebol-internacional/noticia/2022/06/01/quem-e-son-heung-min-coreia-do-sul-trajetoria-treinado-pai-rigido-exercito-fa-futebol-brasileiro.ghtml
  • https://henriquemppfeb.blogspot.com/2014/06/jogadores-de-futebol-do-brasil-na.html
  • https://ge.globo.com/futebol/futebol-internacional/futebol-russo/noticia/2022/11/11/banida-pela-fifa-russia-vai-realizar-copa-nacional-durante-o-mundial.ghtml
Você pode gostar também