Sargento especialista em eletricidade: áreas de atuação, remuneração e mais!

Sargento especialista em eletricidade: áreas de atuação, remuneração e mais!

Se você tem o sonho de ingressar no curso de formação para sargento especialista em eletricidade da EEAR, confira esse artigo que o Estratégia Militares preparou com muitas informações para você!

O que faz um sargento especialista em eletricidade da FAB?

O sargento especialista em eletricidade (SEL) é o responsável pela instalação e a manutenção dos equipamentos elétricos e das redes elétricas de altas e baixas tensões nas unidades da FAB. Além disso, o militar é responsável pela manutenção e instalação dos equipamentos de iluminação dos aeródromos.

Qual a rotina de um sargento especialista em eletricidade?

A atividade essencial da FAB é a operação dos aviões militares brasileiros. Para que haja uma operação segura, os aeródromos necessitam estar em constante manutenção, principalmente dos equipamentos de auxílio visual à navegação aérea.

Nesse sentido, o sargento especialista em elétrica exerce um papel fundamental. Dentre as diversas atividades que realiza nos aeródromos da FAB, destacam-se:

  • Execução de instalação e manutenção de auxílios visuais de aeródromos;
  • Balizamento de pistas – relativo às luzes que guiam as aeronaves quando se movimentam no solo; e
  • Faróis rotativos – que indicam a existência de pista de pouso ou de um aeródromo para os pilotos.

Além do serviço prestado nos aeródromos, o sargento especialista em elétrica pode executar diversos serviços nos prédios e dependências da FAB. Dentre os serviços, destacam-se:

  • Manutenção nos equipamentos de climatização industrial;
  • Manutenção e instalação de redes elétricas de baixa e alta tensão;
  • Manutenção nos grupos-geradores das unidades militares – relativo aos geradores elétricos, muito importantes, principalmente, nas unidades de saúde militares, onde não pode faltar energia elétrica;
  • Manutenção nos sistemas retificadores;
  • Manutenção nos sistemas reguladores de tensão e de controle elétrico; e 
  • Manutenção de motores elétricos e de transformadores.
Coruja em fio elétrico

Atualmente, o Brasil possui mais de cinco mil equipamentos espalhados pelo país, que funcionam 24h, todos os dias. Diante disso, a rotina do especialista em elétrica é bastante dinâmica, de modo que sempre existe alguma demanda de serviço para esse profissional.

O militar também é responsável por utilizar diagramas, desenhos e publicações técnicas, além de utilizar ferramentas e equipamentos especiais adequados aos serviços de manutenção elétrica.

Faz parte também da rotina do sargento especialista em elétrica a aferição e manutenção dos instrumentos de medida e o manuseio digital de semicondutores nos equipamentos que utilizam sistemas eletrônicos.

O que o aluno do curso de eletricidade estuda na EEAR?

Ao longo do curso ministrado na Escola de Especialistas da Aeronáutica, o aluno estuda matérias como:

  • Eletricidade;
  • Eletromagnetismo;
  • Tecnologia básica e metrologia;
  • Baterias elétricas;
  • Corrosão e tratamento anticorrosivo;
  • Desenho;
  • Cálculo vetorial, dentre outras matérias.

Qual a remuneração do aluno do curso de elétrica da EEAR?

O aluno da EEAR recebe o soldo, que é regulamentado pelo Estatuto dos Militares. Atualmente, o soldo é de R$1.066,00, depositado na conta bancária do aluno no primeiro dia útil de cada mês. Você pode acessar a tabela dos soldos militares aqui. 

Aluno da EEAR segurando fuzil
Divulgação: Sgt. A. Soares / Força Aérea Brasileira

Quanto ganha um sargento especialista em elétrica?

A remuneração referente à função de sargento especialista em elétrica varia, visto que o valor depende da graduação e do posto do integrante da Força Aérea. Vale ressaltar que o soldo é apenas a base do salário do militar. 

Junto ao soldo são pagos diversos valores adicionais pela função desempenhada. No entanto, existem alguns descontos referentes aos serviços hospitalares, pensão militar, entre outros. Atualmente, o soldo-base varia de R$3.825,00 à R$6.169,00, para os graduados.

O que é o EAOF?

O sargento da FAB, ao final da sua carreira como primeiro sargento ou suboficial, pode ingressar no EAOF – Estágio de Adaptação ao Oficialato. Nele, será julgado por uma comissão que avaliará toda a carreira do militar a fim de aprová-lo para ingresso no oficialato ou não.

O EAOF é realizado no CIAAR – Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica, em Lagoa Santa (MG). No local, o militar recebe 90 dias de instruções sobre a vida de oficial. Ele poderá chegar até a patente de Capitão especialista.

Escola de Especialistas da Aeronáutica – EEAR

Atualmente a EEAR está localizada no interior do estado de São Paulo, na cidade de Guaratinguetá. Ocupa um espaço de aproximadamente 10 milhões de metros quadrados, com uma área construída superior a 119 mil metros quadrados, contendo 93 prédios administrativos e 416 residências.

A mudança para essa nova sede aconteceu entre os anos de 1950 e 1951. Vale lembrar que a EEAR transferiu-se provisoriamente do Galeão para o estado de São Paulo, onde se juntou à Escola Técnica de Aviação (ETAv). Depois mudou-se definitivamente para sua sede em Guaratinguetá. O primeiro exame de seleção na nova sede é datado de 1951.

Você curtiu conhecer mais sobre o sargento especialista em elétrica da FAB? Então se prepare para o concurso da EEAR com o Banco de Questões do Estratégia Militares! São mais de 80 mil questões para você se preparar e ser aprovado no exame intelectual! Vem ser coruja!

CTA-Volta-as-aulas-EM-Ultimo-Lote.jpg

Veja também

Referência

Você pode gostar também