Militares na história: império, idade contemporânea e mais!

Militares na história: império, idade contemporânea e mais!

Você já pensou o que seria do mundo atual sem as guerras ou sem os militares? Conheça nesse artigo, que o Estratégia Militares preparou para você, os maiores militares da história da humanidade.

A história da humanidade no planeta Terra é dividida em algumas eras ou idades e isso não é uma novidade. Junto com a evolução da sociedade, a atividade militar sempre esteve presente no dia a dia do homem e em constante evolução.

Desde as primeiras eras da humanidade, a atividade militar se misturou com as atividades políticas e de governo dos povos, assim como acontece no Brasil. A atual constituição brasileira atribui ao Presidente da República a função de Comandante das Forças Armadas do país.

Inscreva-se em nossa newsletter!

Receba notícias sobre os mais importantes concursos para as Forças Armadas brasileiras e informações sobre o mundo militar!

Militares na história – idade antiga

Na idade antiga aconteciam uma maior quantidade de guerras entre os povos do que atualmente. Nessas guerras, vários povos, líderes e comandantes militares se destacaram e garantiram a expansão das suas áreas de domínio. 

Império persa

Há 2.500 anos, a Pérsia era um dos maiores impérios de seu tempo. Para administrar esse território, os persas construíram estradas largas e retas, fabricaram carruagens capazes de percorrer longas distâncias e organizaram um serviço postal que transmitia mensagens rapidamente por diversas províncias do império.

Segundo alguns pesquisadores, a estrutura administrativa persa, aliada ao poder militar, garantiu a manutenção de um império vasto e duradouro.

Por meio de conquistas militares, Ciro e seus sucessores – Cambises e Dario I – expandiram os domínios do Império Persa, que chegou a atingir uma extensão de cerca de cinco milhões de km². Em 490 a.C., no entanto, ao tentar conquistar Atenas, Dario I foi derrotado na Batalha de Maratona, que marcou o fim da expansão persa. 

Uma nova tentativa foi empreendida por Xerxes, sucessor de Dario I, que também fracassou. O Império Persa começou a enfraquecer e, em 330 a.C., foi conquistado pelos macedônios, comandados por Alexandre, o Grande.

Império chinês

Escavações arqueológicas realizadas em uma região próxima à cidade de Pequim, atual capital da China, mostram que o território chinês foi habitado por ancestrais humanos há mais de 500 mil anos.

As primeiras comunidades agrícolas chinesas começaram a se desenvolver há cerca de 12 mil anos, principalmente às margens do rio Huang-Ho. Os povos instalados no vale desse rio se beneficiavam do solo da região, chamado de loess. Esse tipo de solo é rico em calcário e torna-se bastante fértil quando úmido. Por causa da cor amarelada do solo de loess, o rio Huang-Ho pode ser também chamado rio Amarelo.

As primeiras cidades chinesas foram fundadas às margens do rio Amarelo por volta de 1800 a.C. Nesse período, desenvolveram-se distintas técnicas de irrigação do solo que possibilitaram o aumento da produção agrícola e, consequentemente, da população.

Os historiadores costumam dividir a história chinesa de acordo com as dinastias que exerceram o poder. Os governos dinásticos surgiram no segundo milênio a.C. e se mantiveram até a instalação da República, em 1911. As dinastias sucederam-se por meio de guerras internas ou invasões de outros povos. 

Império romano

Ao longo do tempo, diversos povos instalaram-se nessa região, entre eles:

  • Os italiotas, que chegaram por volta de 2000 a.C. e ocuparam a região central da península;
  • Os etruscos, que se estabeleceram na península por cerca do século IX a.C. e ocuparam inicialmente a região central e depois expandiram seus domínios até regiões do norte; e 
  • Os gregos, que se instalaram na península durante o movimento de colonização grega e ocuparam a região sul, onde fundaram várias cidades, como Nápoles, Siracusa e Tarento.

Por volta de 2000 a.C., os latinos (povo italiota) chegaram à região central da península Itálica e fundaram várias aldeias, entre elas Roma. Depois, perto do século VII a.C., os etruscos conquistaram a região ocupada pelos latinos. Foi nesse período que Roma se consolidou como cidade. Posteriormente, os domínios romanos foram expandidos até  controlar grande parte do mundo antigo.

O rei romano exercia as funções de chefe militar, religioso e judicial. No desempenho de suas funções, o monarca era fiscalizado pela Assembleia Curial e pelo Senado.

Existe também a lenda da fundação de Roma, relatada pelo poeta Virgílio (70 -19 a.C.), que conta que Roma foi fundada por dois irmãos gêmeos, Rômulo e Remo, netos do rei Numitor, da cidade de Alba Longa.

Império Grego – Esparta

Localizada na península do Peloponeso, em uma região de solo apropriado para o cultivo da vinha e da oliveira, a cidade-Estado de Esparta não teve uma área urbana importante. Era uma cidade de caráter militarista e oligárquico.

Um dos principais objetivos do governo de Esparta era fazer de seus cidadãos modelos de soldados – bem treinados fisicamente, corajosos e obedientes às leis e às autoridades –, a fim de engajá-los no exército e manter o modelo de Estado espartano.

EM BANNER PORTAL

Chefes e líderes militares do mundo antigo

  • Ciro, o Grande (c. 600 / 576-530 aC) – Nação: Império Aquemênida

Sob Ciro, o Grande, o império persa abrangia todos os estados civilizados anteriores do antigo Oriente Próximo. O império se expandiu muito e adquiriu grande parte do sudoeste da Ásia, da Ásia Central e do Cáucaso.

  • Sun Tzu (c. 544-496 aC) – Nação: China

Um antigo filósofo, estrategista e general militar chinês que dizem ter escrito “A Arte da Guerra”, um antigo texto chinês sobre estratégia militar.

  • Leônidas (c. 540-480 aC) – Nação: Grécia

Um herói-rei grego de Esparta, o 17º da linhagem de Agiad, terceiro filho do rei espartano Anaxandridas II. Ele é famoso por sua liderança na Batalha das Termópilas.

  • Péricles (c. 495–429 aC) – Nação: Grécia

Influente e proeminente orador grego, estadista e general de Atenas durante a Idade de Ouro da cidade, o período entre as guerras persa e do Peloponeso.

Estabeleceu um dos maiores impérios do mundo antigo, com fronteiras desde o Mar Jônico até o Himalaia. Um dos comandantes militares mais bem-sucedidos.

  • Hannibal (247–183 / 182 aC) – Nação: Cartago púnico

Um grande líder militar com escaramuças bem-sucedidas contra a República Romana. Aníbal viveu durante uma época de forte conflito no Mediterrâneo.

  • Spartacus (c. 109–71 aC) – Nação: Trácia

Ex-gladiador que se tornou um líder militar dos escravos durante a Terceira Guerra Servil, uma revolta maciça de escravos contra a República Romana.

  • Júlio César (100-44 aC) – Nação: República Romana

Vasto poder militar acumulado. Suas ações eventualmente levaram ao seu assassinato, guerras civis e à criação do Império Romano.

  • Tibério (42 aC-37 dC) – Nação: Império Romano

Tibério foi um dos maiores generais de Roma, conquistando Raétia, Dalmácia, Panônia e temporariamente a Germânia, lançando as bases para a fronteira norte.

  • Tito (39-81 DC) – Nação: Império Romano

Antes de se tornar imperador, Tito ganhou reputação como comandante militar, servindo sob o comando de seu pai na Judéia durante a Primeira Guerra Judaico-Romana.

  • Constantino, o Grande (c. 272-337) – Nação: Império Romano

Conhecido como São Constantino ou Constantino I. Imperador Romano de 306 a 337. Primeiro imperador romano a se converter ao Cristianismo.

  • Átila, o Hun (c.406-453) – Nação: Império Hunnic

Reinou como governante dos Hunos de 434-453. Um dos inimigos mais temidos dos Impérios Romanos Oriental e Ocidental durante seu reinado.

Militares na história – idade média

Entre os marcos iniciais da idade média, costuma-se apontar datas como 392 d.C. (oficialização do cristianismo), 476 d.C. (deposição do último imperador romano), entre outras. Como marcos finais, alguns historiadores apontam os anos de 1453 (tomada de Constantinopla pelos turcos) ou 1492 (chegada de Colombo à América). Um período tão longo não poderia ser homogêneo.

Por isso, os historiadores propõem subdivisões para o estudo da Idade Média. Entre as  várias possibilidades, destacam-se a Alta Idade Média, que se estende do século V ao século X, e a Baixa Idade Média, que se estende do século XI ao século XV.

A sociedade feudal era comumente dividida em três ordens, ou grupos,principais: nobres, clero e servos. 

A nobreza (ou bellatores, palavra latina que significa “guerreiros”) representava a ordem dos detentores de terra, que se dedicavam basicamente às atividades militares. Em tempos de paz, as atividades favoritas da nobreza eram a caça e os torneios esportivos, que serviam de treino para a guerra. 

O clero (ou oratores, palavra latina que significa “rezadores”) representava a ordem dos membros da Igreja Católica, destacando-se os dirigentes superiores, como bispos, abades e cardeais. 

Os dirigentes da Igreja administravam suas propriedades e tinham grande influência

política e ideológica (isto é, na formação das mentalidades e das opiniões) sobre toda a sociedade.

Chefes e líderes militares da idade média

  • Macbeth (c. 1005-1057) – Nação: Escócia

Um rei dos escoceses que é mais conhecido pelo relato fictício de William Shakespeare. No relato fictício, ele é retratado como mau e implacável. Na verdade, ele era um monarca capaz e muito admirado.

  • Guilherme, o Conquistador (c. 1028-1087) – Nação: Normandia

Primeiro rei normando da Inglaterra, reinando de 1066 até sua morte em 1087. Ele era descendente de invasores vikings e duque da Normandia, sob o título de Guilherme II, desde 1035.

  • Saladino (1137 / 1138-1193) – Nação: Egito, Síria

Fundou a dinastia aiúbida. Muçulmano curdo que se tornou o primeiro sultão do Egito e da Síria. No auge de seu poder, seu governo incluiu Iêmen, Hejaz, Mesopotâmia, Síria, Egito e partes do Norte da África.

  • Genghis Khan (1162-1227) – Nação: Império Mongol

Nascido como Temujin, estabeleceu o Império Mongol e tornou-se o Grande Khan. O império se tornou o maior império da história.

  • Kublai Khan (1215-1294) – Nação: Império Mongol

Neto de Genghis Khan. Segundo filho de Tolui e Sorghaghtani Beki. Governou como imperador da China e estabeleceu a dinastia Yuan, que incluía a atual Mongólia, China, Coréia e outras áreas próximas.

  • William Wallace (c. 1270-1305) – Nação: Escócia

Proprietário de terras escocês que se tornou um líder efetivo durante as Guerras de Independência da Escócia. Ele alcançou muitas vitórias e mais tarde foi nomeado cavaleiro. Eventualmente, ele foi capturado e executado brutalmente.

  • Timur (1336-1405) – Nação: Turquia

Governante turco que conquistou o centro, o sul e o oeste da Ásia e fundou a dinastia timúrida. Ele era chamado de “Timur, o Manco” em sua língua e tinha origens turcas e mongóis.

  • Henrique V (1386-1422) – Nação: Inglaterra

Rei da Inglaterra de 1413 a 1422. Ele adquiriu muita experiência militar enquanto lutava contra senhores que se rebelaram contra seu pai, Henrique IV. Após a morte de seu pai, Henry rapidamente conquistou o governo do país e iniciou uma guerra com a França. Seu filho, Henrique VI, tornou-se o disputado rei da França de 1422 a 1453.

  • Joana d’Arc (c. 1412-1431) – Nação: França

Liderou o exército francês a várias vitórias significativas durante a Guerra dos Cem Anos, que contribuíram para a coroação de Carlos VII da França.

  • Francisco Pizarro (c. 1471 / 1476-1541) – Nação: Espanha

Conquistador espanhol cuja expedição conquistou o Império Inca. Em comparação com outros conquistadores, Pizarro enfrentou exércitos maiores, tinha menos homens e estava longe dos postos avançados espanhóis no Caribe que poderiam ter fornecido provisões, armas e homens.

  • Hernán Cortés (1485-1547) – Nação: Espanha

Conquistador espanhol no início do século XVI. Liderou uma expedição que derrubou o Império Asteca e trouxe grande parte do México moderno sob o domínio do Rei de Castela.

  • Cuauhtémoc (c. 1495-1525) – Nação: Asteca

Governante asteca de Tenochtitlan, governou de 1520 a 1521. Aos 25 anos foi eleito para o cargo por um conselho de nobres, durante a conquista espanhola. Ele desafiou os invasores e jurou sacrificar todos os cristãos convertidos nas terras astecas aos seus deuses. Mais tarde, ele foi capturado e enforcado por traição, mas foi imortalizado como um herói mexicano.

Militares na história – idade moderna

Entre os séculos XV e XVI, um movimento cultural urbano que atingiu principalmente as pessoas mais ricas e com prestígio social de cidades como Florença, Veneza e Roma, todas na península Itálica. Em contrapartida, no mundo rural, o camponês dessa época era um pouco diferente do camponês medieval.

O movimento ficou conhecido como Renascimento ou Renascença. Embora a palavra renascimento não fosse empregada naquela época para defini-lo, muitos intelectuais do período expressaram um desejo de fazer renascer ou recuperar elementos da cultura greco-romana.

Chefes e líderes militares da era moderna

  • Oda Nobunaga (1534-1582) – Nação: Japão

No final do século 16, Nobunaga iniciou a unificação do Japão sob o xogunato, que governou o Japão até a Restauração Meiji em 1868.

  • Lautaro (1534-1557) – Nação: Mapuche

Jovem Mapudungun (“Mapuche”), comandante militar durante os quatro anos da Guerra Arauco no Chile (Guerra Araucana). Obteve vitórias contra exércitos espanhóis armados com lanças, mosquetes e cavalos, mesmo quando suas próprias forças estavam armadas apenas com lanças e machados.

  • Oliver Cromwell (1599-1658) – Nação: Inglaterra

Líder militar inglês. Tornou-se Lorde Protetor da Comunidade da Inglaterra, Irlanda e Escócia.

  • Shivaji (1627-1680) – Nação: Império Maratha

Fundador do Império Maratha, que cobriu grande parte do subcontinente indiano e durou até 1818. Ele estabeleceu um reino Maratha independente com Raigad como capital. Em 1674, ele foi coroado chatrapati, ou “soberano supremo”, dos Maratas.

  • Luís XIV (1638-1715) – Nação: França

Referido como Luís, o Grande ou Rei Sol. Foi um monarca Bourbon que governou como Rei da França e Navarra.

  • Pedro, o Grande (1672-1725) – Nação: Rússia

Em várias guerras bem-sucedidas, ele expandiu o czarismo da Rússia em um império e a Rússia se tornou uma grande potência europeia.

  • George Washington (1732-1799) – Nação: EUA

Um dos fundadores dos Estados Unidos. Foi o comandante do exército Continental durante a Revolução Americana.

  • John Paul Jones (1747-1792) – Nação: Escócia

Marinheiro escocês que se tornou o primeiro lutador naval conhecido dos Estados Unidos na Revolução Americana. Embora tenha feito inimigos com alguns políticos americanos, ele ainda foi homenageado por suas escaramuças em águas britânicas durante a guerra.

  • Napoleão Bonaparte (1769-1821) – Nação: França

Líder militar francês e imperador que ganhou destaque durante a Revolução Francesa e guerras europeias associadas.

  • Agustín de Iturbide (1783-1824) – Nação: México

Construiu uma coalizão militar e política que marchou para a Cidade do México em 27 de setembro de 1821, encerrando a Guerra da Independência do México.

  • Francisco de Paula Santander (1792-1840) – Nação: Colômbia

Um líder político e militar colombiano durante a guerra de independência de 1810-1819, das Províncias Unidas de Nova Granada (atual Colômbia).

Militares na história – idade contemporânea

A Idade Contemporânea é o período histórico que vai desde o ano de 1789, com a  Revolução Francesa , até os dias atuais. No entanto, há quem considere que este período vai até ao século XX e chamam o período mais atual de Idade Moderna tardia, caracterizada por sociedades globalizadas.

Por isso, a Idade Contemporânea é um período extenso e ainda não delimitado, com inúmeros eventos, como a consolidação do sistema capitalista, as revoluções industriais, o desenvolvimento tecnológico e as grandes guerras mundiais.

Chefes e líderes militares da era contemporânea

  • Robert E. Lee (1807-1870) – Nação: EUA

Comandante do Exército Confederado da Virgínia do Norte na Guerra Civil Americana. Lee foi um grande líder militar e foi homenageado mesmo depois de sua derrota na Guerra Civil.

  • Giuseppe Garibaldi (1807-1882) – Nação: Itália

Figura chave do ressurgimento italiano. Ele lutou e comandou muitas campanhas militares que acabariam por unir a Itália.

  • Ulysses S. Grant (1822-1885) – Nação: EUA

General de guerra bem-sucedido na segunda metade da Guerra Civil. Sua liderança trouxe a vitória do Exército da União sobre seus oponentes confederados. Mais tarde, tornou-se presidente dos Estados Unidos.

  • Geronimo (1829-1909) – Nação: Bedonkohe Apache

Lutou contra o México e os Estados Unidos em suas tentativas de expansão para as terras tribais Apache (Guerras Apache).

  • Theodore Roosevelt (1858-1919) – Nação: EUA

Foi o 26º presidente dos EUA. Além da política, Roosevelt era famoso por suas realizações como explorador, naturalista, caçador, autor e soldado.

  • Emilio Aguinaldo (1869-1964) – Nação: Filipinas

Figura chave na revolução das Filipinas contra a Espanha e na Guerra Filipino-Americana (Guerra da Independência das Filipinas) que resistiu à ocupação americana.

  • Adolf Hitler (1889-1945) – Nação: Alemanha

Chanceler da Alemanha de 1933 a 1945. Governou a Alemanha nazista como seu ditador de 1934 a 1945. A causa do nazismo, da Segunda Guerra Mundial e do Holocausto.

  • Dwight D. Eisenhower (1890-1969) – Nação: EUA

Foi o 34º presidente do general cinco estrelas dos EUA no Exército dos EUA durante a Segunda Guerra Mundial. Também foi o Comandante Supremo das Forças Aliadas na Europa.

  • Mao Zedong (1893-1976) – Nação: China

Revolucionário, político e teórico político comunista chinês. Fundador da República Popular da China. Ele lentamente subiu ao poder durante um período de grande conflito e contenda na China.

  • Vo Nguyen Giap (nascido em 25 de agosto de 1911) – Nação: Vietnã

Oficial aposentado do Exército Popular do Vietnã. Comandante principal na Primeira Guerra da Indochina (1946-1954) e na Guerra do Vietnã (1960-1975).

  • Fidel Castro (nascido em 13 de agosto de 1926) – Nação: Cuba

Foi um revolucionário e político comunista cubano. Uma figura chave da Revolução Cubana. Castro era politicamente um marxista-leninista. Cuba tornou-se um estado socialista de partido único sob sua administração.

  • Che Guevara (1928-1967) – Nação: Cuba

Uma figura importante da Revolução Cubana. Che é um revolucionário marxista argentino, teórico militar, diplomata, líder guerrilheiro, médico e autor. Ele é um símbolo popular de contracultura e revolução.

  • Colin Powell (nascido em 5 de abril de 1937) – Nação: EUA

General de quatro estrelas aposentado do Exército dos EUA e estadista americano. Ele foi o primeiro afro-americano a servir como Secretário de Estado dos Estados Unidos, no governo do presidente George W. Bush, de 2001 a 2005.

Militares na história – curiosidades

  1. Qual a força militar mais antiga das forças armadas?

Historicamente, a Marinha de Guerra é a força militar mais antiga das três Forças Armadas brasileiras – Marinha, Exército e Aeronáutica. A origem da Marinha de Guerra do Brasil começa em Portugal, com a criação da Secretaria de Estado dos Negócios da Marinha e Domínios Ultramarinos, em julho de 1736.

Com a transferência da Corte Portuguesa para o Brasil, a estrutura da Marinha Lusa foi aproveitada após a independência do Brasil decretada por Pedro I. A Marinha Imperial teve seu batismo de fogo na guerra de independência e participou de grandes conflitos, como:

  • Confederação do Equador;
  • Guerra da Cisplatina;
  • Guerra do Paraguai – a batalha do Riachuelo foi uma das mais importantes da história da força naval brasileira.
  1. Quem foi a primeira mulher militar da história brasileira?

A primeira mulher militar na história do Brasil foi Maria Quitéria de Jesus. Ela nasceu em 27 de julho de 1792, em São José de Itapororocas, atual Feira de Santana, na Bahia. Devido a morte precoce de sua mãe, Quitéria aprendeu a caçar e a pescar sozinha, para cuidar dos irmãos.

Na época, o Brasil passava pelo processo de Independência de Portugal. Aos 19 anos de idade, Quitéria se alistou, escondida de sua família, ao Batalhão de Voluntários do Príncipe, mais conhecido como Batalhão dos Periquitos (por causa da cor dos uniformes).

Ela lutou em diversas frentes de batalha, e em agosto de 1823, foi condecorada como cavaleiro com a Ordem do Cruzeiro e promovida ao posto de Alferes por D. Pedro I. Ela faleceu na cidade de Salvador-BA aos 61 anos de idade, junto à sua filha. 

  1. Quando foi criado as Forças Armadas brasileiras?

A Marinha do Brasil teve sua origem ligada à criação da Secretaria de Estado dos Negócios da Marinha e Domínios Ultramarinos, em julho de 1736. Mas com a Independência do Brasil, a data oficial de criação da Marinha é 11 de junho de 1822.

O Exército Brasileiro teve seu embrião formado na Batalha de Guararapes, em 1648, quando o povo brasileiro se uniu na guerra para expulsar os holandeses de Pernambuco. Assim como a Marinha, o Exército passou a, de fato, ter uma data oficial de criação depois da independência do Brasil, sendo estipulado o dia 19 de abril, em referência à Guararapes.

Já a Força Aérea Brasileira é a mais recente das três forças. Foi fundada em 1941, pelo Decreto-Lei 2.961 assinado pelo então Presidente Getúlio Vargas, como Ministério da Aeronáutica. No mesmo ano, por meio do Decreto-Lei 3.302, foi criada a denominação Força Aérea Brasileira, com a sigla FAB.

Curtiu a leitura!? Você pode sempre se manter informado visitando o Portal do Estratégia Militares! Confira, também, o Banco de Questões do Estratégia Militares. São milhares de questões para você se preparar e ser aprovado no seu concurso militar. Vem ser coruja!

EM BANNER PORTAL

Veja também:

Referências

Você pode gostar também