3 de Agosto: conheça a Batalha do Monte das Tabocas

3 de Agosto: conheça a Batalha do Monte das Tabocas

Você já ouviu falar da Batalha do Monte das Tabocas? Ela foi um dos primeiros episódios da Insurreição Pernambucana, movimento responsável pela expulsão dos holandeses do território brasileiro.

Nesse post, você descobrirá como aconteceu esse movimento, além de entender quais foram os motivos pelos quais os holandeses invadiram o Brasil.

O que foi a União Ibérica?

Antes de adentrarmos no tema “Insurreição Pernambucana”, é importante entendermos o que foi a União Ibérica, já que, por causa dos desdobramentos dela, nosso país foi invadido pelos holandeses.

No ano de 1548, o rei de Portugal, D. Sebastião, foi morto no campo de batalha, em Marrocos. Para seu lugar foi escolhido o seu tio-avô, o cardeal D. Henrique. 

Dois anos após a sua coroação, D. Henrique morreu sem deixar herdeiros, gerando uma crise sucessória pelo trono. Com isso, foi iniciada uma grande disputa pelo poderoso império português, na qual o rei da Espanha, Felipe II, sagrou-se vitorioso. 

Assim, começou o período conhecido como União Ibérica (1580-1640), cuja principal característica foi a unificação da coroa portuguesa e todas as suas colônias ao reino espanhol.

O embargo espanhol

Na mesma época, a Holanda, que até então estava sob domínio espanhol, conquistava a sua independência, transformando-se na República da Holanda. Felipe II não aceitou a perda e agiu prontamente aplicando um bloqueio econômico ao país, proibindo todas as colônias em seu domínio de estabelecerem relações com os Países Baixos. 

O bloqueio econômico implicava diretamente no Brasil, mais precisamente no comércio açucareiro nordestino, já que a Holanda era a responsável por refinar o açúcar brasileiro. 

Além de perder um grande parceiro no mercado do açúcar, a Holanda estava perdendo um dos seus principais compradores de tecido. Essas circunstâncias fizeram com que os holandeses reagissem de forma rápida e precisa. 

As invasões holandesas

A Holanda criou a Companhia das Índias Ocidentais (1621), que tinha como principais objetivos: monopolizar o tráfico de escravos no Atlântico e o comércio açucareiro ao estabelecer colônias em pontos estratégicos.

Esses planos fizeram com que os holandeses invadissem o Brasil na tentativa de conquistar grandes regiões nordestinas, onde existiam diversos engenhos. 

A primeira tentativa foi conquistar a cidade de Salvador. No início do ano de 1624, 26 navios e mais de 3 mil homens invadiram a então sede administrativa da colônia. Apesar de terem conseguido se estabelecer inicialmente, os atos de resistência forçaram os holandeses a recuar. 

A “Nova Holanda”

Contudo, no ano de 1630, os holandeses voltaram a atacar o nordeste brasileiro, dessa vez, a capitania de Pernambuco, onde conseguiram dominar Recife, Olinda e, posteriormente, do Sergipe ao Maranhão. 

A permanência holandesa na região por anos aconteceu graças ao apoio de diversas camadas da população aos invasores. Dos principais grupos de apoiadores, podemos destacar: índios, escravos fugidos, lavradores etc.

A organização administrativa da região que recebeu o nome de Nova Holanda e ficou sob responsabilidade do alemão João Maurício de Nassau Siegen. Como principais objetivos dele, podemos citar:

  • A reestruturação da economia açucareira que tinha se desorganizado devido ao bloqueio econômico espanhol;
  • Organizar o tráfico de escravos, comércio que a Holanda planejava monopolizar em poucos anos; e
  • Conquistar cada vez mais a confiança e apoio dos lusos-brasileiros.

Todo o planejamento traçado foi executado com muita competência por Nassau. Ele reativou a economia e conquistou os senhores de engenho realizando empréstimos e cobrando impostos mais acessíveis.

Além disso, Nassau ficou conhecido por investir no bem-estar da população, trabalhando na reforma urbanística de Recife e estimulando a cultura, trazendo diversos artistas europeus ao nordeste brasileiro, para que eles pudessem retratar o que viam por aqui. 

A Insurreição Pernambucana

Apesar do progresso da Nova Holanda, dois fatores levaram o projeto holandês no nordeste ao fim. O primeiro deles foi o movimento português que pôs fim ao domínio espanhol no país e, consequentemente, a União Ibérica, chamado de Restauração. 

Sem ter que responder mais à Espanha, Portugal retomou conversas com a Holanda e, por estar militarmente enfraquecido, admitiu em um primeiro momento a continuação da exploração do nordeste brasileiro.

Contudo, a saída de Nassau da administração da Nova Holanda e a substituição por líderes extremamente autoritários, fez a população de Pernambuco se revoltar fortemente em desfavor do projeto europeu na capitania.

Batalha do Monte Tabocas
Quadro de Victor Meirelles retratando a Batalha dos Guararapes, maior conflito da Insurreição Pernambucana.

A União de diversos grupos a fim de expulsar os holandeses do Brasil ficou conhecida como Insurreição Pernambucana. 

A Batalha do Monte das Tabocas

No início da conjuração, diversos grupos pegaram as armas de que dispunham (lanças, facões) e se reuniram no dia 3 de agosto de 1645, no Monte das Tabocas, em Vitória de Santo Antão a fim de se organizar para atacar e expulsar os invasores. 

Naquele dia, tropas holandesas compostas por mais de 1900 homens altamente armados invadiram o local. Eles tinham a vitória como certa, não contando com as diversas emboscadas armadas pelos mais de 1200 luso-brasileiros. 

A valentia do povo nordestino fez com que pessoas comuns conseguissem vencer o altamente preparado exército holandês. Essa vitória foi o primeiro passo para a expulsão deles que viria a se consolidar pouco tempo depois.

E aí, Guerreiro? Gostou de conhecer mais esse importante episódio da história brasileira e seus momentos de revolta? Se você quer receber notificações de mais conteúdos como esse, além de ficar por dentro das principais novidades dos concursos militares, inscreva-se em nossa newsletter!

Inscreva-se em nossa newsletter!

Receba notícias sobre os mais importantes concursos para as Forças Armadas brasileiras e informações sobre o mundo militar!

E, caso você queira testar seus conhecimentos sobre a Batalha do Monte das Tabocas e vários outros temas cobrados constantemente nos principais concursos militares do país, assine o nosso Banco de Questões. Clique no banner abaixo e conheça!  

Estratégia Militares Banco de Questões - CTA
Você pode gostar também