Atentados de 11 de setembro: entenda como tudo aconteceu

Atentados de 11 de setembro: entenda como tudo aconteceu

A catástrofe ocorrida no dia 11 de setembro de 2001 marcou para sempre a história dos Estados Unidos. Como poucos episódios na história, o fato é lembrado apenas ao citar sua data. Nesse post, o Estratégia Militares conta como foram os ataques terroristas contra o World Trade Center e o Pentágono, além de explicar qual a motivação do grupo terrorista Al-Qaeda. 

O que aconteceu no dia 11 de setembro de 2001?

Foi uma manhã de terça-feira nos Estados Unidos, em que morreram quase 3 mil pessoas graças a atentados terroristas coordenados. Os atos foram arquitetados pelo grupo islamista Al-Qaeda, liderado por Osama bin Laden. 

Tudo começou às 7 horas e 59 minutos no Aeroporto Internacional Logan, em Boston. Nele, o voo 11 da American Airlines decolou com destino a Los Angeles. Dos 81 passageiros que iniciavam a viagem no Boeing 767, cinco eram terroristas.

Somente 15 minutos após a decolagem, o grupo, liderado por Mohamed Atta, tomaram o controle do avião e mudaram sua rota para Nova York.

Enquanto isso, no mesmo aeroporto, às 08 horas e 14 minutos decolava o voo 175 da American Airlines, também com destino a Los Angeles. Nessa aeronave, dos 56 passageiros, cinco eram terroristas. 

Às 8 horas e 19 minutos, o terceiro avião, o voo 77 da American Airlines, com cinco terroristas dentre os 58 passageiros, decolou do Aeroporto Internacional Washington Dulles, na Virgínia. Ele também tinha como destino Los Angeles. 

A escolha por aviões com destino a Los Angeles, na costa oeste dos Estados Unidos, não foi uma coincidência. Por terem que sobrevoar para o outro lado do país, todas essas aeronaves estavam com os tanques cheios de combustível, o que em um atentado terrorista significa um poder de destruição ainda maior. 

O último avião a ser sequestrado naquele dia, o voo 93 da United Airlines, decolou do Aeroporto Internacional de Newark Liberty, às 08 horas e 42 minutos, com destino a São Francisco. Nele, encontravam-se 37 passageiros, dos quais quatro eram sequestradores.

11 de setembro
Trajetórias de voo dos quatro aviões sequestrados.

Alguns minutos depois da decolagem, o controle do segundo avião é tomado pelos sequestradores que, rapidamente, também mudam a rota da aeronave para Nova York. 

Os ataques às Torres Gêmeas

O World Trade Center era um complexo empresarial composto por sete construções, incluindo duas torres de 417 e 415 metros. Conhecidas como Torres Gêmeas, elas eram consideradas os edifícios mais altos do mundo naquela época e símbolo do poder econômico norte-americano.

Exatamente às 08h46, o voo pilotado por Mohamed Atta atingiu a torre norte do World Trade Center, entre os andares 93 e 99. 

Nesse momento, absolutamente ninguém imaginava o que podia estar acontecendo. Os principais canais de televisão do mundo começaram a transmitir, simultaneamente, imagens do local.

Minutos depois, o terceiro avião a decolar, o voo 77, também é tomado pelos sequestradores, que mudam sua rota, trazendo-o de volta para a capital.

Apenas 17 minutos após a primeira colisão, todo o mundo pôde assistir o voo 175 sendo lançado à segunda torre, entre os seus andares 77 e 85. A partir daí, ficou claro que os Estados Unidos estavam sofrendo um ataque terrorista. 

Ataque ao Pentágono

Pouco depois do voo 93 também ser tomado pelos sequestradores, o voo 77 se atira contra o prédio que sedia o Departamento de Defesa dos Estados Unidos, às 09h37. 

Também conhecido como Pentágono, a construção é um símbolo do poder militar do país.

Quais atitudes foram tomadas após os ataques terroristas?

O último avião que continuava no ar, o voo 93 da United Airlines, caiu em uma área desabitada na Pensilvânia, graças a reação dos passageiros contra o grupo terrorista. 

As primeiras investigações apontaram que o alvo desse avião seria a Casa Branca, residência oficial do presidente. Entretanto, algum tempo depois, descobriu-se que, na verdade, o objetivo era atingir o Capitólio, sede do Congresso.

Após os três atentados, decretou-se o fechamento do espaço aéreo do país, mantendo-se assim durante três dias. Monumentos, transportes públicos, túneis e atrações turísticas também foram fechados. 

Com a retomada dos voos, várias medidas de segurança, exigidas até os dias de hoje, foram implementadas. Entre elas, as principais são:

  • Proibição de líquidos na bagagem de mão, visto que podem conter algum tipo de explosivo;
  • Raio-x; e
  • Protocolos rígidos para a entrada na cabine dos pilotos.

Quais foram os motivos que levaram aos ataques?

Após a queda das duas torres e a morte de 2977 pessoas, as investigações começaram e, rapidamente, identificaram os 19 terroristas liderados por Mohamed Atta. 

11 de setembro

O FBI, polícia federal norte-americana, apontou Osama bin Laden, líder do grupo islamista Al-Qaeda, como idealizador da operação saudita. Naquela época, ele já era o militante islamista mais perigoso do mundo.

Bin Laden já havia defendido ataques contra os Estados Unidos de forma pública. O principal motivo dado pelo extremista era a presença de tropas norte-americanas nas cidades de Meca e Medina, sagradas para os muçulmanos.

O exército estadunidense se instalou nas cidades Sauditas em 1990. O objetivo era expulsar as forças iraquianas de Saddam Hussein do Kuwait. 

Guerra ao Terror

A resposta estadunidense aos ataques terroristas foi quase imediata. O presidente do país, George W. Bush, autorizou suas tropas a invadirem o Afeganistão com o objetivo de capturar Osama bin Laden e derrubar o Talibã. 

O episódio que ficou conhecido como Guerra ao Terror conseguiu impor derrotas ao Talibã e, anos depois, encontrar e matar Osama bin Laden.

Se você curte esse tipo de conteúdo, não esqueça de se inscrever em nossa newsletter. Assim, você fica por dentro de todas as novidades do nosso portal!

Inscreva-se em nossa newsletter!

Receba notícias sobre os mais importantes concursos para as Forças Armadas brasileiras e informações sobre o mundo militar!


E, caso seu sonho seja se tornar um militar das Forças Armadas, conte com o Estratégia Militares na sua preparação para os principais certames do país. Clique no banner abaixo e conheça nossos cursos!

Benner CTA EM

Você pode gostar também