EEAR ou AFA: concursos, carreiras, atuação e mais

EEAR ou AFA: concursos, carreiras, atuação e mais

Os concursos para Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR) e para a Academia da Força Aérea (AFA) são, sem dúvidas, alguns dos mais disputados e almejados do país. Por isso, o Estratégia Militares preparou um post para deixar você por dentro de como funcionam esses dois certames e ajudar na escolha de qual se adequa mais ao seu perfil.

Concurso EEAR

O concurso EEAR tem recorrência semestral e disponibiliza mais de 200 vagas, para ambos os sexos, a depender da especialidade. Outra vantagem, além de ser um concurso que ocorre duas vezes por ano, é o grande número de especialidades disponíveis. A distribuição das vagas varia a cada concurso, pois dependem da demanda na Força. 

Dentre várias, as principais são:

Inscreva-se em nossa newsletter!

Receba notícias sobre os mais importantes concursos para as Forças Armadas brasileiras e informações sobre o mundo militar!

Vale ressaltar que a escolha pela especialidade é feita no ato da inscrição. Para ingressar no curso de formação, os candidatos devem cumprir os seguintes requisitos principais:

  • Ser brasileiro;
  • não possuir menos de 17 anos nem completar 25 no ano da matrícula;
  • Ter concluído o Ensino Médio; e
  • Estar em dia com as obrigações perante o Serviço Militar e a Justiça Eleitoral.

A principal etapa – e que mais elimina em qualquer concurso – é a prova objetiva. Nesse concurso não é diferente. Para alcançar um bom resultado os candidatos devem se preparar com afinco para uma prova que conta com a seguinte configuração:

  • Língua Portuguesa: 24 questões;
  • Matemática: 24 questões;
  • Física: 24 questões; e
  • Inglês: 24 questões, sendo que para a especialidade de Controle de Tráfego Aéreo as questões serão de nível intermediário e de nível básico para as demais especialidades.

Os candidatos classificados avançam para as próximas etapas, onde destacam-se o teste de aptidão física e a inspeção de saúde.

Como é o Curso de Formação de Sargentos da EEAR?

A formação ocorre integralmente na EEAR, localizada em Guaratinguetá (SP), e possui a duração de 2 anos. Os alunos recebem além de alimentação, alojamento, fardamento e assistência médica, uma ajuda de custo no valor de aproximadamente R$ 1.200,00. A formação é dividida em três fases:

  • Campo Geral: são passadas orientações gerais para todas as especialidades e tem o intuito de agregar conhecimentos básicos necessários para a vida militar dos alunos;
  • Campo Militar: apresenta aos alunos todos os princípios basilares da Instituição, trabalha competências físicas e psicológicas inerentes ao militar; e  
  • Campo Técnico-especializado: instruções ministradas de acordo com a especialidade escolhida pelo aluno para que eles possam atingir o nível de proficiência esperado pela Força.

Os alunos que concluem o curso de formação são declarados 3° Sargento da Força Aérea e, no ano seguinte à formação, ingressam em alguma organização militar da Força. Além disso, é importante ressaltar que é atribuída uma formação de nível técnico aos formandos. 

A carreira de um Sargento da EEAR

O primeiro ponto vantajoso que podemos observar na carreira de um Sargento da Força Aérea é a remuneração. O 3° Sargento recém-formado tem direito a um soldo de R$ 3.825,00. Entretanto, a remuneração total pode ultrapassar os R$ 4.500,00, dependendo de sua especialidade, do local onde está servindo e de outros vários fatores. 

Outra grande vantagem da carreira é a possibilidade de crescimento pessoal e profissional, já que são oferecidos diversos cursos de capacitação, bem como missões no exterior, onde o profissional é capaz de aprender com outros militares e mergulhar em outras culturas.

O plano de carreira prevê que os Sargentos formados na EEAR cheguem ao posto máximo de Capitão. Contudo, eles têm a oportunidade de realizar o Curso de Formação de Oficiais Especialistas (CFOE), concurso interno que possibilita aos sargentos aprovados ascenderem ao posto de Coronel, no final da carreira.

Concurso AFA

O concurso AFA, ao lado do concurso EPCAR, é o mais visado por quem deseja se tornar um piloto militar. Ele possui recorrência anual e um pequeno número de vagas que é distribuído entre os três cursos oferecidos pela Academia:

EEAR ou AFA
  • Curso de Formação de Oficiais de Infantaria (CFOINF): somente para o sexo masculino;
  • Curso de Formação de Oficiais Intendentes (CFOINT): ambos os sexos; e
  • Curso de Formação de Oficiais Aviadores (CFOAV): ambos os sexos.

Vale ressaltar que a opção pelo curso é feita no ato da inscrição no concurso. Os candidatos devem se atentar aos requisitos impostos pelo edital. Seguem os principais:

  • Ser brasileiro;
  • Não ter menos de 17 anos de idade e mais de 23 anos no ano da matrícula;
  • Ter concluído o Ensino Médio; e
  • Estar em dia com as obrigações perante o Serviço Militar e a Justiça Eleitoral.

A prova é composta pelas mesmas matérias do concurso EEAR, com acréscimo de uma redação. Porém o nível de dificuldade da prova da AFA é consideravelmente superior ao da EEAR. Ela possui a seguinte configuração:

  • Língua portuguesa: 16 questões;
  • Língua inglesa: 16 questões;
  • Matemática: 16 questões; 
  • Física: 16 questões; e
  • Redação: mínimo de 100 palavras em português.

Os classificados na prova objetiva avançam para as demais etapas do concurso, como: teste de avaliação do condicionamento físico, inspeção de saúde, etc. Os candidatos que optaram pelo curso de aviação terão que realizar uma etapa a mais em relação aos outros candidatos, o Teste de Aptidão à Pilotagem Militar.  

Como é o Curso de Formação de Oficiais da AFA?

Os candidatos aprovados em todas as fases do concurso ingressam na Academia da Força Aérea, em Pirassununga (SP), como Cadetes. Eles recebem alimentação, alojamento, fardamento, assistência médica e um soldo de R$ 1.334,00.

O curso de nível superior tem a duração total de 4 anos. Ao final, os Cadetes, além de se tornarem Aspirantes a Oficial, recebem a diplomação de bacharel em Administração e bacharel em Ciências Militares.

A carreira de um Oficial da AFA

Após um curto período de estágio probatório como Aspirante a Oficial, os militares são declarados 2° Tenente da Força Aérea, fazendo jus a um soldo de R$ 7.490,00. 

A carreira do Oficial é repleta de oportunidades, como: cursos operacionais, missões no exterior etc. O plano de carreira é bem definido e determina que esses militares podem chegar, no mínimo, ao posto de Coronel, podendo ascender ao de Brigadeiro, a depender de alguns fatores.

Caso você tenha interesse de fazer algum desses certames, assista à transmissão realizada no nosso canal no YouTube sobre “Como se preparar para a EEAR/AFA em 2022”:

E aí, guerreiro? Gostou de conhecer um pouco mais dessas duas grandes oportunidades? Se seu sonho é ingressar na Força Aérea Brasileira, conte com o Estratégia Militares na sua preparação para esses concursos. Clique no banner abaixo e conheça nossos cursos!

Veja também:

Referência:

Você pode gostar também